Romãzeira - Utilidade terapêutica

A romãzeira, também conhecida por «Romeira», é um tipo de plantas da família das Mirtáceas, muito recomendada contra a bicha solitária (ténia). Deixam-se em decocção sessenta gramas de casca fresca ou raiz, em setecentos e cinquenta gramas de água, até ficar reduzida a quinhentos gramas. No dia seguinte, em jejum, bebe-se metade do líquido e uma hora depois a outra metade. Decorridas duas horas, tomam-se cinquenta gramas de óleo de rícino, a fim de forçar a saída da bicha. É absolutamente indispensável que o doente faça, na véspera, rigorosa dieta. • O fruto da romãzeira (a romã) serve para preparar excelentes bebidas benéficas nos casos de indigestões, vómitos, diarreias crónicas, inflamações das vias urinárias, etc. • O infuso das folhas ou das flores, usado externamente, aplica-se nas feridas como ci-catrizante. Prepara-se do seguinte modo: cortam-se trinta gramas e deita-se por cima mil gramas de água fervente; deixa-se em vasilha de louça, bem tapada; coa-se depois de arrefecer..